7

Quando sair sem o bebê?

131 Flares Facebook 130 Twitter 1 Google+ 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 131 Flares ×

Quando eu fazia COACHING (minha coach também é colunista aqui do blog e dá várias dicas bem legais! É só procurar por Adriana Cubas) descobri que sair, me divertir, jogar conversa fora, fazia parte da minha essência. Entendo que nem todo mundo é assim, mas é como olho e me entendo na vida.

Depois que a Manuh nasceu, esqueci esse lado completamente (o que foi necessário, pois descobri outros lados tão importantes e fundamentais à minha existência). O problema é que com isso, acabei negando uma parte minha e comecei a me sentir meio apagada, menos mulher, menos pessoa… alguém consegue se identificar?

Aos poucos a vida está se encaixando. De forma gradativa, estou me olhando de novo! Quanto mais liberdade a Manuh conquista,  mais eu reconquisto. É uma dança, uma coreografia perfeita… Aos poucos, a cada passo, de forma natural. É… realmente o tempo é sábio!

Deixar o bebê em casa com outra pessoa sendo responsável é muito difícil e ao mesmo tempo libertador! Fizemos isso porque a Cacau Prado disse que só teríamos “alta” quando conseguíssemos! E conseguimos!!!! (#altadacacau rsrsrsrs)

Estou feliz por estar nessa nova etapa, voltar a me olhar como mulher, profissional, dona de casa e também mãe! Feliz em ver minha filha feliz, segura, cada dia mais esperta e carinhosa, se transformando em uma menina!

Que momento mágico!

Teria feito diferente? Não! Fiz tudo que acreditei ser o melhor!

Se tiver outro filho farei diferente? Provavelmente sim! As vezes o melhor pode ser feito de forma diferente!

Cada descoberta que vivi com a Manuh está enraizada e os aprendizados estão comigo todos os dias!

vida-de-casal

Falamos sobre a rotina do sono em vídeo eaqui no blogtambém!

Lógico que a primeira “saída de casal” não poderia ser outra senão o Teatro, nossa paixão, nosso berço! E como foi bom! Como me diverti, dei risada, me emocionei… ai… como me fazia falta!

Fomos assistir LOUCAS POR ELES, que está em cartaz no Teatro Augusta,  e que no incrível elenco está a Cynthia Falabella, uma amiga querida, mãe de uma menina linda, que passou pelos mesmos dilemas que eu e também por incríveis descobertas!

Super indicamos esse espetáculo!

Só estamos começando essa nova fase, e como toda nova fase, dá um friozinho na barriga!!!!!

E vocês mães? Passaram por alguma crise de identidade também? Conta aqui! É sempre bom dividir histórias… podemos aprender tanto!!

Beijocas!

Gabi

Bacharel em Teatro, Licenciada em Teatro-Educação e Pós-Graduada em Arte Integrativa, encontrei na maternidade as respostas para as minhas inquietações e angustias! A FAMÍLIA vai ser sempre meu maior aprendizado!

7 Comentários

  1. nossa Gabi super entendo você, tenho um filho de 3 anos e foi muito difícil para mim consegui me enxergar novamente como mulher fora que eu estava me sentindo uma péssima amiga, tenho poucos amigos porem os poucos que tenho sempre mantive perto e depois que me tornei mãe acabei me distanciando entende? São outros objetivos né, enquanto eles marcavam baladas, bares, viagens eu fico em casa olhando preços de fraldas, leite etc. Ainda não voltei 100% do que era antes porem creio que isso não ira acontecer nunca, meu foco agora é meu filho e minha família claro, mais já passo um tempo com eles fofocando kkk não vou em baladas com a frequência de antes porem umas 2x por ano é garantido, e cineminha sempre estamos marcando. Eu amoooo o canal de vcs, e agora com o blog nossa estou amando ainda mais. Parabéns pela familia de vcs

    • ai que legal! Muito obrigada!
      Pois é… sinceramente, nem quero voltar pra esses 100%.
      Prefiro minha vida hoje! rsrsrsrsrsrsrs

  2. Uma palavra: PARABENS!!! Voce com certeza é a inspiração e a admiração que tenho por voce como mae, mulher e profissional só cresce!!! Eu ainda estou me descobrindo como mãe…as coisas ainda estão beeeeem difíceis por aqui…. mas sei que vão melhorar….vi na história de voces que é possível! E isso muito me alivia!!! Me sinto exatamente como voce descreveu no começo Gabi, sinto muita, mas muita falta dessa parte de mim que parece tao longe de voltar! Davi tem 6 meses…não dorme de dia e nem de noite….desesperador! Me sinto a personagem principal de um filme de Zumbis! Rsrs
    E com tudo isso aprendo que tudo o que passamos é para nosso crescimento como ser humano, como mãe e como mulher! Por mais dificil que seja, vejo que precisava dessa fase para descobrir uma outra parte de mim que eu nunca imaginei que existia. Obrigada por compartilhar a vida e tudo o que aprende com ela! Bjs e Parabens!!!

    • Muito obrigada! E CURTA cada momento! Passa muito rápido! A Manuh tinha 6 meses “ontem” e hoje chega na escola e fala TCHAU MAMÃE! (eu sofro, hahaha)
      Beijocas!

  3. Oi Gabi! Acompanho o canal faz bastante tempo e curto muito sua família. Assisti o diário de gravidez antes mesmo de engravidar e como me diverti… Também passei por uma perda logo no início da gestação e esse foi uma dos motivos de eu me identificar com você logo de cara. Agora estou de 36 semanas de gestação com o Ian batendo na porta para sair e está me batendo um medo tão grande de não dar conta de tudo que virá pela frente. Acompanhando não somente a sua rotina com a Manuh, mas as de amigas com seus filhos também, percebo que a parte difícil não foi demorar 1 ano e meio para engravidar depois da perda e sim, a grande jornada que começará em breve e hoje me estou me sentindo com medo de não conseguir me doar o tanto quanto necessário. Insegurança de grávida? Pode ser, mas vendo seu exemplo e lendo este post, acho que é possível conseguir.

    • insegurança de mãe!!!!
      Sinto isso todo dia! Mas fica tranquila… vc vai fazer o melhor que for possível e até impossível pro seu filho!
      Uma linda hora pra vc!
      Beijocas

  4. Oi Gabi, Nossa parabéns Blog super bacana assim como canal não perco um vídeo, nossa como este post tem tudo a ver comigo hoje, tenho uma filha de 5 anos e olha e muuuuuuito complicado sair sem ela e estranho, mas hoje consigo fazer algumas coisas com amigas e ela junto e as vezes saio so com as amigas e deixo ela com a vovó rs, mas não troco esta preocupação por nada filho e herança do Senhor que bem nos faz não e mesmo? beijos adoro vocês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *