0

Angustia da separação…

2 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 LinkedIn 1 Pin It Share 1 2 Flares ×

Oi pessoal!

Pois é… chegamos nessa fase novamente: a temida ANGUSTIA DA SEPARAÇÃO.

Ela acontece por entre 7 e 9 meses (podendo ser um pouco antes ou um pouco depois, dependendo de criança pra criança.) e pode se estender de semana a meses (até os 2 anos!).

Com a Manuh essa fase foi MUITO conturbada. Primeiro porque eu não sabia que ela existia (rs) e depois porque a criança vira outra pessoa: fica mais carente, grudada à mãe. Se alguém pega ela no colo e ela ouve a voz da mãe… esquece! Não tem pra ninguém!

Outra mudança muito normal nessa época é no sono do bebê. Com a Manuh foi nessa fase que começamos uma batalha aqui em casa (e só foi terminar com a ajuda da Cacau Prado 9 meses- repito 9 MESES- depois). Se a gente deixar, o caldo desanda, deixando a mamãe exausta e bem mal humorada, hahahaha.

Dessa vez estou tentando levar de forma diferente. Primeiro porque eu sei que “é fase e vai passar!”, depois porque não quero cometer os mesmos erros, então estou buscando mais informação e mais alternativas.

Vamos contar com mais detalhes o que estamos fazendo nessa nova fase da Nina conforme novidades forem acontecendo.

Por volta dos 7 meses, nossos filhos vão compreender que são independente de nós. Esse é um importante salto cognitivo, mas, infelizmente, vai deixa-los ansiosos. O elo com a gente já ficou tão forte que uma mera saída de vista por um segundo (como cortar cebola, rsrs) fará o bebê se debulhar em lágrimas. A criança ainda não entende que você vai e volta.

E não pense que sair de fininho ao deixar seu filho na escola ou em casa vai ajudar. Na verdade, isso pode assustar o bebê ainda mais. Por mais difícil que seja, na hora de ir embora, se despeça cara a cara. Explique sempre que você vai sair, mas que depois você volta. Parece que não, mas eles vão entender cada vez mais!

Mas, na real, o que mais importa nessa fase é: paciência, carinho e (muito) colo! O pai pode participar também, dando um coloc a mais quando a mamãe estiver um pouco impaciente (pra quem não sabe, mãe também cansa, hahaha).

Mas a gente sabe que ainda vamos olhar pra trás com saudade de sermos tão importantes na vida de alguém. Tudo passa… e passa rápido!

Beijocas e até a próxima!

(fonte: Baby Center)

Gabi

Bacharel em Teatro, Licenciada em Teatro-Educação e Pós-Graduada em Arte Integrativa, encontrei na maternidade as respostas para as minhas inquietações e angustias! A FAMÍLIA vai ser sempre meu maior aprendizado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *