4

Vou ser mãe…E agora?

98 Flares Facebook 98 Twitter 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 98 Flares ×

Olá pessoal! Tudo bem?!

Para o primeiro texto, eu me inspirei no primeiro vídeo do canal Tiago e Gabi (que na época se chamava Primeira Gravidez) onde eles anunciavam que estavam grávidos. E a pergunta que eles se faziam era: E agora?

O sonho de muitas mulheres é ser mãe, ver a barriga crescer, segurar seu bebê pela primeira vez, amamentar, acompanhar os primeiros passos, primeiras palavras. Tudo isso é muito especial, mas por trás do sonho existe a realidade que muitas mulheres só se dão conta quando abrem o exame e o resultado é POSITIVO!

Mas o que muda na vida de uma mulher ao descobrir que será uma mãe?

A maternidade traz um mundo desconhecido para a mulher e isso pode causar muita ansiedade, medo, insegurança e melancolia. Perguntas como “Será que vou dar conta?”, “Será que vou ser uma boa mãe?”, “Será que vou conseguir voltar a trabalhar?” nos tiram o sono.

E agora???

Esses questionamentos são naturais e fazem parte do processo, afinal antes de ser uma mãe você é um ser humano cujos sentimentos estão confusos e não tem motivos para você se sentir culpada.

Como o coaching pode te ajudar a se preparar para essa mudança tão especial em sua vida?

A primeira coisa a ser fazer é colocar consciência em seus medos, tira-los da sombra, saber se fazem parte da realidade ou não. Para isso, precisamos entender quais serão as perdas e os ganhos dessa nova fase.

Divida uma folha de papel em duas e em uma das partes escreva Ganhos e na outra parte escreva Perdas. Vamos começar pelos ganhos.

O que você vai ganhar com a maternidade? O que ela irá trazer de bom para sua vida? O que vai te trazer de novo? Faça uma lista de todos os ganhos, tanto físicos como emocionais.

Em seguida faça a mesma lista só que agora focando as perdas. O que você vai perder com a maternidade? O que você terá que deixar para trás? Nesse etapa evite julgamentos, lembre-se que é um momento seu, você está conhecendo seus sentimentos, entendendo quais são seus medos, inseguranças, está colocando consciência nas perdas.

Agora que você já sabe o que vai ganhar e o que vai perder com a maternidade, como podemos minimizar as perdas?

Vamos usar um exemplo bem típico que acontece: Com a maternidade vou perder horas de sono e ficarei cansada o dia inteiro.

Como você pode minimizar a perda das horas de sono?

Analise quem pode estar com você nos primeiros meses do bebê para ajuda-la: seu marido, sua mãe, sua irmã, alguma amiga, etc. Veja quais são as possibilidades de ajuda e converse com elas para que possam juntas criar um planejamento para quando você estiver sobrecarregada com o bebê. Essa é uma possibilidade de minimizar essa perda, existem muitas outras possibilidades, o mais importante é estar alinhada a sua realidade e disponibilidade.

Faça isso com cada perda, analise quais são as possibilidades de minimizá-la e anote tudo, pois quando colocamos no papel de uma certa forma já estamos concretizando a mudança. Se sentir dificuldade de enxergar como pode minimizar alguma perda, converse com alguém de sua confiança que já passou por essa experiência, troque figuras com outras mães, isso lhe ajudará muito a entender que o medo que você sente de perder algo não é só seu e que existe sim alternativas para a perda se tornar um ganho futuramente.

Esse exercício serve para todos os momentos onde nos sentimos perdidas, sem rumo, com medo, nos sentindo incapazes de concretizar algo, sem uma luz no fim do túnel. Muitas vezes é porque não queremos perder, não queremos sair de nossa zona de conforto e fazer diferente, queremos certezas, garantias e nem sempre na vida isso é possível.

A maternidade é uma das mudanças mais poderosas e transformadoras na vida de uma mulher e ela vem sem garantias e sem certezas, mas ela nos traz a chance de sermos uma pessoa melhor, mais forte, mais sábia e com uma capacidade infinita para o Amor e Superação.

Parabéns, você vai ser mãe! Que você aproveite essa jornada de coração aberto para quando chegar ao destino, esteja pronta para iniciar mais um lindo capítulo em sua história.

Adriana Cubas

4 Comentários

  1. Ótima postagem! Sou uma seguidora frenética do casal motivado por minha fascinação por gestação e maternidade (também cheguei quando era Primeira Gravidez), porém ainda não estou nem próxima de realizar esse sonho. Tento manter os pés no chão e deixar que o baby venha em um momento certo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *