2

Peso pós gravidez

2 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 LinkedIn 2 Pin It Share 0 2 Flares ×

Oi pessoal!!

Hoje vou tocar no meu calcanhar de Aquiles: PESO.

Talvez por conta da minha profissão (atriz), esse é um assunto recorrente. Atriz fora do peso trabalha menos. Isso é fato. Então, sempre lutei para estar no “padrão exigido”.

Para isso fiz todos os regimes imaginários: da lua, proteína (ou hoje conhecido como low-carb), tirar grãos, tirar isso, tirar aquilo, tirar, tirar, tirar. Aliás, os temas dos regimes sempre vinham com a palavra tirar.

Sim, todos funcionaram. Emagrecia inclusive muito rápido, mas era só voltar a comer “normal” que acabava engordando de novo. E lá vinha um novo regime!

E assim era meu padrão. E funcionava. E quando a gente é jovem, a gente acredita que funcionar é o suficiente, e assim vamos levando.

Aí logo após as férias de verão (momento em que eu estava fora do peso por conta do excessos) quando eu ia começar mais uma vez a fazer um regime infalível descobri que estava grávida. OPSSSSSS, e agora? (pensei).

Resumindo: engravidei acima do peso e engordei 20 kg na gravidez.

Eu sei que muita gente fala que esse negócio de ser magra é algo imposto pela sociedade e tal. E pode até ser. Mas a verdade é que eu gosto de mim magra. Fazer o quê?

Quem nos acompanha sabe que quando a Manuh tinha 1 ano tirei o açúcar da minha vida. E emagreci bastante. Quase cheguei no peso que eu queria! Mas, mais uma vez para emagrecer eu tirei e, quando voltei a comer, voltei a repetir velhos padrões.

Engravidei da Nina na sequência no limite do meu peso e só engordei 11 kg durante a gravidez. Foi ótimo! Me alimentei de forma consciente e foi bem legal!

Depois que a Nina nasceu e pela primeira vez na minha vida eu tirei algo da alimentação e acabei engordando, rsrsrsrsrsrs. Me tornei vegetariana e me joguei nas massas, molhos, pães e doces. Nossa, tinha tanta fome que não estava dando conta. (eu sou daquelas que tem MUITA fome amamentando…). Pois 3 meses depois  estava com o mesmo peso de 40 semanas de gestação e não estava feliz.

Estava entrando em depressão (real). Me olhava no espelho e chorava. Não estava bem.

Até que, depois das férias (para não perder o costume, rsrsrsrs), resolvi fazer um programa de reeducação alimentar e aos poucos, sem tirar NADA da minha alimentação, estou vendo resultados. Não só estou emagrecendo, mas estou com mais vitalidade, energia e animação.

Estou me alimentando melhor, criando consciência e fazendo escolhas diárias! E pela primeira vez sinto que vai ser pra sempre, rsrsrsrsrs.

Para mim hoje, isso está relacionado mais à saúde do que à estética. De verdade. Não preciso mais me preocupar em estar com o peso imposto pela televisão porque não tenho mais esse foco.  Mas, se focando na minha saúde, eu ainda como bônus ficar mamãe sarada… aí é só vantagem! kkkkkkkk

Beijocas e até a próxima!!

 

Gabi

Bacharel em Teatro, Licenciada em Teatro-Educação e Pós-Graduada em Arte Integrativa, encontrei na maternidade as respostas para as minhas inquietações e angustias! A FAMÍLIA vai ser sempre meu maior aprendizado!

2 Comentários

  1. Gabi, que relato legal. Eu tbm sempre lutei contra o sobrepeso, mas na verdade não consigo me encaixar em dietas pois é só falar “NÃO PODE” que eu quero rss.
    Estou na luta para engravidar há quase 3 anos. Consegui no mês passado, mas perdi bem no começo da gestação. E agora engordei demais de novo… Estou recomeçando a luta…
    Obrigada pelo relato…. =) Boa sorte!!

  2. Oi Gabi sou seguidora assídua do canal, mas nunca havia entrado no blog resolvi entrar para fazer essa pergunta rsrs… não sou de fazer comentários mas assisto todos os vídeos e dou like kkkkk. em fim… sempre vejo vc comentando que seus pontos vão estourar e esse tipo de coisa e gostaria de sabe qual aplicativo utiliza para fazer esse programa de contagem de pontos. Bjos e parabéns pela família linda!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *